Defeitos mais comuns e soluções.

Eflorescência: São manchas esbranquiçadas que surgem na superfície pintada. Isto acontece quando a tinta foi aplicada no reboco - ou outra superfície - ainda úmido. 

 

Para corrigir a eflorescência, deve-se aguardar a secagem da superfície, eliminar eventuais infiltrações e aplicar uma demão de Fundo Preparador para Paredes.

Saponificação: Manifesta-se pelo aparecimento de manchas na superfície pintada. É causada pela alcalinidade natural da cal e do cimento que compõe o reboco.

Para corrigir em tinta latex, recomenda-se raspar, escovar ou lixar a superfície eliminando as partes soltas ou mal aderidas. Isto feito, aplica-se uma demão de Fundo Preparador de Paredes antes do emassamento e repintura.

Desagregamento: Caracteriza-se pela destruição da pintura, que se esfarela destacando-se da superfície juntamente com partes do reboco.

 

Para corrigir o desagregamento deve-se raspar as partes soltas, corrigir as imperfeições com reboco; esperar a cura toltal do reboco (30 dias) e aplicar uma demão de Fundo Preparador para Parede.

Bolhas: Normalmente, o principal fator gerador de bolhas é a umidade no substrato, devido a falhas na impermeabilização, presença de trincas, fissuras ou vazamentos entre outras causas.

Neste caso, a Massa Corrida/PVA deve ser removida, aplicando em seguida uma mão de Fundo Preparador para Parede. Após a secagem aplicar Massa Acrílica para corrigir as imperfeições.

Fissuras: São trincas estreitas, rasas e sem continuidade. 

Para corrigir recomenda-se raspar/escovar a superfície, aplicar uma demão de Fundo Preparador para Paredes, aplicar três demãos de Restaurador de Fachada (ou similar) ou aplicar duas demaõs de Tinta Elastomérica.

Eflorescência
Saponificação
Desagregamento
Bolhas
Fissuras ou Trincas